Novo contratado, Café quer chamar o torcedor de volta para perto do Marreco

Por Adolfo Pegoraro • Francisco Beltrão | PR


O Marreco deu um grande presente de Natal para o seu torcedor em 2020. A equipe de Francisco Beltrão anunciou a contratação do ala-esquerdo Café, campeão da Liga Paraná 2020 pelo Campo Mourão. O jogador de 35 anos foi o vice-artilheiro da Liga Nacional de 2018 atuando pelo Atlântico, de Erechim (RS), com 21 gols marcados. Ele jogou na equipe gaúcha de 2015 até 2018, sendo campeão estadual e do Mundial de Clubes em 2016. Em 2019, Café foi campeão da Copa do Brasil, Supercopa Magnus e do Campeonato Paulista pelo Corinthians. Inclusive, o Timão eliminou o Marreco na final da Supercopa Magnus e na semifinal da Copa do Brasil.

“Minha expectativa no Marreco é a melhor possível, vamos trabalhar bastante visando uma grande temporada. Ter uma equipe equilibrada durante o ano ajuda bastante, ser bastante forte dentro de casa. Vamos chamar o torcedor de volta para ajudar o Marreco, indiferente se tiver público no ginásio ou não. Tomara que os torcedores possam nos acompanhar e a gente possa lotar o Arrudão novamente”, comenta o jogador, que está empolgado com a temporada 2021 no Marreco Futsal. “Espero ajudar meus companheiros com minha experiência, vamos brigar por títulos, colocar o Marreco ainda mais no cenário nacional”, complementa Café, que sempre deu muito trabalho e sempre fez muitos gols quando enfrentava o time de Francisco Beltrão.

Bruno Loureiro Barros, o Café, é natural do bairro Piedade, no Rio de Janeiro, onde começou sua carreira no River. Depois passou pelo Bom Sucesso, Fluminense e Tio San, também no Rio de Janeiro. Sua estreia na Liga Nacional foi pelo Macaé (RJ). Seu último clube no Estado do Rio de Janeiro foi o Petrópolis, que ficou até 2007. De lá, Café foi para o Sporting, de Portugal, permanecendo na Europa até 2010, quando retornou ao Brasil para defender o Joinville (SC). Foi atuando pelo clube catarinense que Café foi convocado pela primeira vez para jogar pela Seleção Brasileira.

Crédito: José Delmo Menezes - Café foi campeão da Supercopa de 2019 pelo Corinthians
Crédito: José Delmo Menezes - Café foi campeão da Supercopa de 2019 pelo Corinthians