Nos pênaltis

A Seleção Brasileira de Futsal parou nos pênaltis no duelo diante da Argentina, válido pela semifinal da Copa América 2015. A equipe, treinada por Serginho Schiochet, dominou boa parte do jogo, mas acabou perdendo boas oportunidades e o placar terminou empatado em 2 a 2 - no agregado da prorrogação com o tempo normal. Nas penalidades, os argentinos acabaram levando a melhor e venceram por 3 a 2. Agora as atenções do Brasil se voltam para a disputa de terceiro e quarto lugar, contra a Colômbia, que perdeu a outra semifinal para o Paraguai. O duelo está marcado para 17h - horário de Brasília. O jogo Em quadra, a Seleção Brasileira abriu o placar logo aos 3 minutos. Após receber lançamento na ala direita, Simi se livrou do goleiro e finalizou para o gol vazio. A reação da Argentina veio no minuto seguinte. De pênalti, Santi Basile acabou estufando as redes e recolocando os ânimos dos hermanos no lugar. Mas a festa durou por pouco tempo. Aos 5 minutos, Gadeia acertou um belo chute e marcou o segundo do Brasil. Vantagem que persistiu até o intervalo. Na volta para o segundo tempo, os brasileiros seguiram pressionando e perdendo boas chances. Até que a Argentina encaixou um contra-ataque, Matias Kruger penetrou na defesa e rolou para o meio, na chegada de Lucas Bolo, que só empurrou para as redes. Prorrogação Com o empate persistindo até o apito final, o clássico sul-americano acabou indo para a prorrogação. O Brasil tomou a iniciativa, a Argentina tentou explorar os contra-ataques, mas mais uma vez o placar seguiu sem alterações. A igualdade levou o confronto para as penalidades, onde a Argentina mostrou maior precisão e avançou para a final com o placar em 3 a 2.

PATROCINADORES E APOIADORES:

penalty
travel ace assistence
globo
sportv
globoesporte.com
lei do incentivo
secretaria especial do esporte
Confederação Brasileira de Futsal
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle

Confederação Brasileira de Futsal © Todos os direitos reservados.