No campo

A Seleção Brasileira de Futebol inicia a trajetória em busca de uma vaga na Copa do Mundo de 2018, que será na Rússia, e, em campo, o Brasil contará com a ajuda que veio do futsal. Dos 23 atletas convocados por Dunga para os dois primeiros desafios, 13 iniciaram carreira nas quadras disputando competições oficiais da Confederação Brasileira de Futsal (CBFS). O número expressivo representa mais de 50% da convocatória. Com os nomes, é possível inclusive montar um time inteiro de campo, tendo ainda o privilégio de ter suplentes no banco de reservas. Nomes conhecidos como David Luiz, Marcelo, Kaká, Renato Augusto e Douglas Costa deram os primeiros passos no esporte dentro do futsal. Todo esse sucesso da modalidade salonista no desenvolvimento dos atletas passa por alguns diferenciais importantes, como aponta o treinador da Seleção Brasileira de Futsal, Serginho Schiochet. Para Serginho, o garoto que vem do futsal acaba adquirindo habilidades como, por exemplo, de raciocínio rápido. "Dá para ver que o futsal tem ajudado e muito os atletas que migram para o futebol. Grandes jogadores passaram no trabalho de base pelo futsal, como o Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, Robinho, Kaká, entre outros. O que acontece é que, na realidade, o trabalho do futsal no dia a dia é feito em espaço reduzido. Os próprios treinadores de futebol usam muitos treinos no campo com menor espaço, pois exige que o atleta tenha que raciocinar mais rápido, pensar já no próximo movimento com agilidade, já que a marcação está mais próxima. Isso desenvolve algumas características como o drible e o passe futuro, primordiais nos jogadores de futsal", afirma. Serginho lembra que muitas equipes de futebol estão abrindo as portas para o futsal, principalmente nas categorias de base. A adesão das crianças às quadras é grande, e isso facilita o trabalho de garimpo e desenvolvimento de futuros craques - tanto nos campos quanto no próprio futsal. "Existem inclusive muitos clubes que incentivam a prática do futsal no trabalho de base para dar oportunidades futuras no campo àqueles garotos que desejam seguir carreira sem ser nas quadras. Essa adaptação ocorre normalmente aos 15 anos, com o jovem atleta indo ao campo e, aí sim, iniciam os trabalhos focados no futebol. Porém, nota-se que a evolução dos garotos que tiveram base no futsal é bem mais rápida pelas características que adquiriram na prática em quadra. Mas é importante que cada jovem siga sua escolha, sem ser forçado a ir para uma ou outra modalidade", pontua. Convocados da Seleção que passaram pelo futsal -

Goleiro - Alisson Laterais - Marcelo, Filipe Luis; Zagueiros - David Luiz, Miranda, Marquinhos; Volante - Luiz Gustavo Meia - Kaká, Lucas, Renato Augusto, Douglas Costa; Atacantes - Willian e Ricardo Oliveira Clique aqui e confira as fichas

PATROCINADORES E APOIADORES:

penalty
travel ace assistence
globo
sportv
globoesporte.com
lei do incentivo
secretaria especial do esporte
Confederação Brasileira de Futsal
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle

Confederação Brasileira de Futsal © Todos os direitos reservados.