Marreco perde e registra seu pior início da Série Ouro na história

Por Adolfo Pegoraro

• Francisco Beltrão | PR

Crédito: Gustavo da Cunha - Vini, do Marreco, recebe marcação de dois jogadores do Marechal na partida da última sexta-feira.
Crédito: Gustavo da Cunha - Vini, do Marreco, recebe marcação de dois jogadores do Marechal na partida da última sexta-feira.

Com a derrota do Marreco na última sexta-feira por 2 a 1, fora de casa, para o Marechal, a equipe de Francisco Beltrão confirma agora seu pior início de Série Ouro desde 2010, quando disputou a primeira vez a competição. Em quatro rodadas, o Marreco soma apenas um ponto, um empate em 2 a 2 contra o Chopinzinho. Além do Marechal, a equipe beltronense perdeu também para o Palmas e para seu principal rival, o Pato, no Clássico das Penas.


Até então, o pior início do Marreco na Série Ouro havia sido nas temporadas de 2013 e 2016, quando somou três pontos nos primeiros quatro jogos. A melhor campanha inicial foi em 2015, quando teve 100% de aproveitamento nos primeiros quatro jogos.Hoje o Marreco está na zona de rebaixamento para a Série Prata do Paranaense, algo jamais registrado pela equipe após quatro rodadas. O próximo jogo pelo estadual será apenas no dia 8 de maio, no Arrudão, contra o Umuarama. Isso porque o time estreia na Liga Nacional de Futsal (LNF) no próximo sábado, dia 24, às 18h, no Arrudão, contra o Cascavel.


Regulamento favorece

Neste ano, o regulamento da Série Ouro favorece o Marreco, pois o 16º na primeira fase pode ser campeão e, ao mesmo tempo, o quinto colocado pode ser rebaixado. Isso porque a primeira fase, disputada em turno único, vai apenas definir os quatro primeiros classificados para as quartas de final. Quem ficar entre o 5º e o 16º lugar, vai disputar a Taça FPFS, que vai definir os outros quatro classificados para as quartas de final e os quatro rebaixados para a Série Prata.