Juventude AG perde para Foz Cataratas e cai na semifinal da Taça Brasil Sicredi

Por Rogério Vidmantas

• Dourados | MS

Crédito: Leonardo Hubbe - DEC/Juventude abriu o placar, mas o Foz Cataratas conseguiu a virada

A caminhada do Juventude AG na Taça Brasil Sicredide Futsal parou na semifinal. Nesta sexta-feira (19), em Tubarão, Santa Catarina, o time douradense até saiu na frente com Chico, mas em tarde inspirada, o artilheiro da competição Gugu Flores marcou duas vezes e garantiu a vitória do Foz Cataratas-PR por 2 a 1 e a classificação para a final. Os dois times podem voltar a se enfrentar na Liga Nacional de Futsal, que começa no fim de março.


O adversário dos paranaenses na decisão sai do confronto entre Tubarão Futsal-SC e Minas Tênis Clube-MG, que jogam ainda nesta sexta.

Crédito: Leonardo Hubbe - DEC/Juventude atrai as atenções para a LNF 2021

O Jogo


O primeiro tempo na Arena Tubarão teve o Foz Cataratas mais encorpado que o Juventude AG, que parecia sentir a sequência de jogos. Tanto que, com cinco minutos para terminar a etapa, o time douradense ficou pendurado em faltas, enquanto o time paranaense ainda não havia cometido nenhuma. Em chances, melhor o Foz que chegou até a acertar uma bola na trave do goleiro Bigode.


Com o jogo tendendo para o Foz, a máxima “quem não faz, leva” apareceu e o gol saiu para o Juventude AG. Faltando três minutos, Chico recebeu pela esquerda, avançou e bateu no contrapé do goleiro, sem chances, abrindo o placar. O Foz não se intimidou e quase igualou no lance seguinte com Gugu Flores, mas Bigode defendeu. No lance seguinte, o artilheiro da Taça Brasil não desperdiçou. Gugu Flores, passou por três marcadores e bateu no canto de Bigode, igualando em 1 a 1, placar do primeiro tempo.


Na etapa final, a tática do Juventude de sair rápido quando recuperava a bola quase deu certo aos três minutos, com Samuka, mas Henrique defendeu o chute. Aos sete foi a vez do Foz chegar em chute de Léo Costa para bela defesa de Bigode. Mais preciso na troca de passes, na insistência o Foz chegou à virada faltando seis minutos. Neto recebeu na direita e percebeu a penetração do Gugu Flores que recebeu o passe e bateu de primeira, fazendo 2 a 1.


Em desvantagem, Lucas Chioro colocou o JAG com o goleiro-linha, se expondo, mas deixando o time mais ofensivo. A tática criou duas boas oportunidades, uma com Chico pela esquerda, mas o chute parou em Henrique. Na última, Riquelme recebeu na direita e bateu faltando um segundo para o jogo acabar, mas a bola foi para fora e a classificação para o Foz Cataratas.