Jaraguá abre vantagem no primeiro tempo, segura pressão e vence o rival Joinville

Por Lucas Pavin

• Jaraguá do Sul | SC

Crédito: Juliano Schmidt - Ruan (E) marcou o primeiro gol do aurinegro na partida

Líder em seu grupo na primeira fase, classificado às quartas de final da Liga Nacional e jogando em casa. Não dava para negar o favoritismo do Joinville no primeiro clássico da temporada contra o Jaraguá, que começou bem o Campeonato Catarinense, mas ainda tem a queda na etapa da classificatória da LNF em sua memória recente.


Mas o velho ditado diz “clássico é clássico e vice-versa”. E essa velha máxima ficou mais do que comprovada na noite desta quinta-feira (12). Com ataque eficiente e uma grande atuação do goleiro João Neto, o aurinegro venceu o maior rival por 2 a 1, no Centreventos Cau Hansen, em Joinville, e manteve os 100% de aproveitamento no Estadual.


Os dois gols do time jaraguaense saíram no primeiro tempo, em contra-ataques mortais, finalizados por Ruan e Felipe. Já no segundo tempo, o JEC diminuiu com Dieguinho e pressionou até o fim, mas o goleiro João Neto foi um verdadeiro paredão e segurou a vantagem do Jaraguá.


Situação na tabela

Com a terceira vitória em três jogos, o aurinegro foi a 9 pontos e segue na terceira colocação do Catarinense, mas já cola no vice-líder Curitibanos, que tem 10, mas em três partidas a mais disputadas.


O São Lourenço também ainda não perdeu pontos e aparece isolado na ponta, com 18. Já o Joinville estaciona nos 4 pontos e é sexto lugar.


Agora, tanto o Jaraguá como o Joinville aguardam a definição dos próximos jogos do Estadual para saber quando voltam à quadra.


Primeiro tempo

Digno de um dos maiores clássicos do futsal brasileiro, Jaraguá Futsal e Joinville fizeram um primeiro tempo de muita intensidade e buscando o gol a todo momento, com estratégias diferentes.


O time da casa teve maior controle da bola, usou uma marcação alta e tentou sufocar o aurinegro na defesa, criando mais chances, principalmente em chutes de média distância, que pararam em boas defesas de João Neto.


Já o time jaraguaense ficou mais recuado, esperando o erro do rival para surpreender no contra-ataque. E foi assim que a equipe de Renato Vieira criou as principais oportunidades da etapa inicial, mesmo com volume menor de ataque em relação ao adversário

Depois de desperdiçar duas ótimas chances, com Éder e Oitomeia, cara a cara com o goleiro Willian, além de colocar uma bola na trave com Felipinho, os visitantes conseguiram abrir uma vantagem de dois gols antes do intervalo.


O primeiro saiu aos 9 minutos, quando João Neto deu belo lançamento para Duio, que tocou para Ruan acertar um chute forte no alto, sem chances para o goleiro adversário. O segundo veio aos 17, após Felipe receber grande passe de Felipinho e bater na saída de Willian para ampliar a vantagem.


Segundo tempo

O cenário da etapa final não mudou, mas diferentemente do primeiro tempo, o Jaraguá teve mais dificuldades para puxar bons contragolpes.


Assim, o JEC foi superior durante toda segunda metade do jogo. Logo aos 2 minutos, Xuxa carimbou a trave e no rebote, Dieguinho estufou as redes para diminuir.


O gol fez o tricolor crescer ainda mais no clássico, empilhando oportunidades em busca do empate. Mas do outro lado, estava João Neto. Por cima, por baixo, com a mão, com o pé e até com um pouco de sorte em alguns momentos, o goleiro do aurinegro não deixou passar nada.


Nos últimos três minutos, os donos da casa foram para o tudo ou nada e colocaram o goleiro-linha. Mas não adiantou. O dia era de João Neto e do Jaraguá, que saiu de quadra comemorando a vitória no clássico por 2 a 1.

Crédito: Juliano Schmidt - Clássico catarinense terminou com vantagem do Jaraguá

PATROCINADORES E APOIADORES:

penalty
travel ace assistence
globo
sportv
globoesporte.com
lei do incentivo
secretaria especial do esporte
Confederação Brasileira de Futsal
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle

Confederação Brasileira de Futsal © Todos os direitos reservados.