Fabinho Gomes vai para a quarta temporada no Galo Futsal

Por Alexandre Baggio

• Dois Vizinhos | PR

Crédito: Adolfo Pegoraro - Fabinho Gomes com a taça da Copa do Brasil Sicredi

A pandemia de coronavírus gerou muitas dificuldades em diversos segmentos. Para o Galo Futsal não foi diferente, entretanto, a equipe conseguiu fazer de 2020 o melhor ano da sua história. Entre tantas pessoas que trabalharam na conquista do título da Copa do Brasil Sicredi, um dos destaques é o técnico Fabinho Gomes que, em 2021, terá sua quarta temporada no comando técnico do Galo.

O treinador já comandou o Dois Vizinhos em 123 partidas, obtendo 63 vitórias, 23 empates e 38 derrotas. A expectativa é boa para a temporada que vai começar mais cedo: os atletas se apresentam no dia 1° de fevereiro e o primeiro compromisso oficial será no dia 23 do mesmo mês, na disputa da Supercopa Magnus (que reúne o Magnus – campeão da Liga Nacional de Futsal e o campeão da Taça Brasil Sicredi – que ainda será disputada).


“A Supercopa é inédita para o clube e ficamos orgulhosos de poder estar lá. Já é meu quarto ano no clube e fico contente com a confiança da diretoria e dos torcedores. Espero que o ano seja de grande valia, teremos campeonatos difíceis e enfrentaremos equipes de grande investimento, mas temos perspectivas boas para que o ano seja muito bom para o Galo Futsal”, resumiu o treinador.

A Copa do Brasil Sicredi O treinador falou que a temporada poderia ter mais títulos, mas com o calendário apertado, o foco foi a Copa do Brasil Sicredi. “Quando começou o campeonato, vimos a tabela e sabíamos que era difícil.


Pegaríamos a Assoeva, aí veio o Pato, uma situação complicada, mas a gente sabia que jogaríamos a segunda partida dentro de casa e isso tem seu poder, mesmo não tendo a torcida do lado. Desde 2018, nos momentos difíceis, o Galo sempre se superou.


Tínhamos uma confiança grande na Copa do Brasil Sicredi, tanto que fomos a única equipe do Paraná que estava em três competições simultâneas e com condições de chegar. Era o espaço mais curto para buscarmos um título. Precisávamos de um título, estávamos batendo na trave desde 2017 e nos fechamos junto com a comissão técnica e diretoria para buscar o campeonato”, completa.


Sem a torcida O técnico destacou que 2020 foi diferente por não ter o torcedor na arquibancada e até a comemoração da Copa do Brasil Sicredi precisou ser mais tímida.


“Foi diferente. Ganhamos, comemoramos lá em Fortaleza (CE) e cada um foi para sua casa porque já era próximo do Natal. A gente teve a carreata em Dois Vizinhos com alguns atletas e, infelizmente, não sentimos o clima da torcida. Foi pelas redes sociais que vimos a alegria dos torcedores e isso é muito gratificante. Ninguém imaginava que poderíamos chegar onde chegamos, esse patamar tão alto. Eu, desde 2006 como treinador, nunca tinha conquistado um título dessa dimensão e eu não sabia a proporção que isso ia tomar, foi muito bom para mim”, destacou.

O título, segundo ele, gera mais responsabilidades. “Todos vão querer ganhar do Galo. Teremos que lidar com isso durante o ano. É um momento também e eu ando conversando com a diretoria porque precisamos deixar de ter mais a síndrome do vira lata, de todo mundo achar que vai bater em nós. Temos que olhar para cima, o investimento precisa aumentar, porque não é todo ano que vamos chegar com uma equipe de investimento médio para baixo nos títulos.


Estamos num grupo seleto de campeões brasileiros e precisamos ter essa realidade. Por isso, eu imploro para os patrocinadores, investidores, hoje estamos ainda precisando de dois atletas para compor o elenco, mas, infelizmente, não temos o recurso para suportar isso. Precisamos que o torcedor adquira o sócio também para termos, novamente, uma regularidade grande”, acrescenta.

PATROCINADORES E APOIADORES:

penalty
travel ace assistence
globo
sportv
globoesporte.com
lei do incentivo
secretaria especial do esporte
Confederação Brasileira de Futsal
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle

Confederação Brasileira de Futsal © Todos os direitos reservados.