De saída, Cleitão lamenta não ter jogado no Arrudão

Por Jornal de Beltrão

• Francisco Beltrão | PR


O fixo Cleitão, um dos atletas contratados pelo Marreco para a temporada 2020, anunciou no início desta semana que está indo jogar na Tailândia — ele não revelou o nome do clube. O jogador citou dois motivos que pesaram na decisão de sair:


“O primeiro foi a proposta financeira muito boa e o segundo é a indecisão de como vai ser o futsal aqui no Brasil por causa da pandemia. Ninguém sabe se vai voltar, quando voltará ou se não vai voltar”. A Tailândia registrava  até ontem, 3.037 casos confirmados e 56 mortes por coronavírus numa população de 63 milhões de habitantes. Lá, as competições voltarão no fim de junho, pois a pandemia tem uma proporção bem menor” explicou.


Despedida sem jogar no Arrudão

O Marreco  não chegou a jogar no Arrudão antes das restrições impostas pela pandemia do coronavírus. A estreia na Série Ouro seria dia 18 de março, mas os jogos foram suspensos dia 16. Cleitão disputou amistosos e a Copa Chopinzinho.


“Eu só tenho a agradecer a diretoria, comissão e atletas por esse tempo que trabalhamos juntos e podem ter certeza que vou ficar na torcida por todos. Para a torcida apaixonada pelo Marreco, quero agradecer pela recepção, receberam eu e minha esposa muito bem. Infelizmente, não tivemos jogos no Arrudão para sentir o calor da torcida, mas quem sabe no futuro. Por mais que tenha sido pouco tempo na cidade, eu e minha esposa gostamos muito daqui e esperamos que um dia possamos voltar para Beltrão”, finalizou o jogador.


Crédito: Aline Leonardo - Cleitão aceitou proposta do futsal tailandês e não jogará mais pelo Marreco

PATROCINADORES E APOIADORES:

penalty
travel ace assistence
globo
sportv
globoesporte.com
lei do incentivo
secretaria especial do esporte
Confederação Brasileira de Futsal
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle

Confederação Brasileira de Futsal © Todos os direitos reservados.