Coluna Saúde do Atleta: Lesões traumáticas do joelho no atleta

Por Volnei Corrêa da Silva

• Lages | SC

Hoje em dia as lesões traumáticas do joelho são a grande preocupação dos atletas, principalmente aqueles das modalidades coletivas.


Temos vários tipos de lesões desde as de menor consequências (contusões) bem como as que levam a um período de afastamento grande ou as vezes até permanente do esporte (lesão do ligamento cruzado anterior – LCA, lesões multi ligamentares e luxações do joelho).


Antigamente as lesões meniscais eram a pedra no sapato dos atletas, agora é a lesão do LCA a mais temida.


Os ligamentos são estruturas que tem a função de estabilização articular. No joelho, entre a articulação femurotibial, temos quatro ligamentos mais importantes e dentre eles o LCA.

O LCA é chamado “ligamento do esporte”. É difícil um atleta, com lesão do LCA, conseguir realizar atividade esportiva sem ter falseio pois, normalmente, após uma ruptura, o LCA não cicatriza. Habitualmente há uma instabilidade articular do joelho como sequela e como consequência entorses de repetição.


A história natural desta lesão não tratada, é haver novos entorses que podem levar ao comprometimento de outras estruturas articulares (meniscos e cartilagem articular) tendo como consequência uma limitação funcional ainda maior que aquela ocasionada pela falta do LCA.


A lesão do LCA é tão temida justamente por necessitar, na maioria das vezes, de tratamento cirúrgico para que o atleta retorne ao esporte. Mas, a reconstrução do LCA, necessita um longo afastamento das atividades esportivas (no mínimo 6 meses) e um bom número de atletas não atinge o mesmo nível competitivo que antes da lesão (aproximadamente 30%).

Felizmente, nas últimas décadas, houve um avanço muito grande no tratamento das lesões ligamentares do joelho e se continua pesquisando maneiras, formas, técnicas visando aumentar a taxa de sucesso do tratamento delas. A abordagem interdisciplinar (médico, fisioterapeuta, educador físico, psicólogo) é a maneira que tem tido melhor resultado em devolver o atleta em nível competitivo igual a antes da lesão e este é o caminho a se seguir no tratamento das lesões do joelho na minha opinião.