Em evidência
  CBFS       07/11/2016  

Crédito: Arquivo pessoal

Pela primeira vez desde sua criação a Conmebol abriu suas portas para o Futsal e o Futebol de Praia, promovendo um encontro entre profissionais que atuam nas duas modalidades em toda a América do Sul. Do Brasill, alguns nomes de destaque compareceram, como o técnico do Carlos Barbosa, Marquinhos Xavier, e Rodrigo Perdigão, um dos responsáveis pela Escola Nacional de Treinadores de Futsal, indicado pela CBFS.

Este primeiro passo serviu para dar voz às necessidades de cada país para desenvolver os esportes da maneira mais profissional possível. Ou seja, identificar potencialidades e fortalecé-las, levando em conta os que atuam na área.

Para Perdigão, participar de um momento como este, de valorização do futsal, é de extrema importância, principalmente quando se tem a responsabilidade de representar um país.

"Foi um grande orgulho e uma satisfação enorme ter participado de um congresso desta importância como um dos convidados do Brasil. Além do trabalho realizado no Minas (MG), onde revelamos grandes atletas nos últimos anos, estou também com a missão da Escola Nacional de Treinadores, uma iniciativa da Confederação Brasileira de Futsal que busca a profissionalização de uma categoria fundamental para a descoberta de novos talentos: a de treinadores. Esperamos colher esses frutos em breve, pois em todos os Estados que já estivemos contamos com turmas de alto nível e com ótimos resultados", afirma.

O futuro, segundo Perdigão, aguarda por novos momentos como este, já que a própria entidade continental abriu as portas para próximas oportunidades. "Ficou definido que existirão outros momentos em que a Conmebol irá reunir este grupo de trabalho  para formatar uma forma de trabalho Sulamericana. Assim iremos trabalhar de forma ainda mais organizada com as condições para a aquisição de licenças de treinadores".