Mundial 16
  SELEÇÃO BRASILEIRA       17/09/2016  

Crédito: Getty Images/FIFA

A Seleção Brasileira de Futsal venceu Moçambique por 15 a 3 e garantiu o primeiro lugar do Grupo D na Copa do Mundo com 100% de aproveitamento. Com o resultado do confronto deste sábado (17/9), os brasileiros esperam as definições dos classificados para saber quem irá enfrentar nas oitavas de final - que ficará com o terceiro melhor colocado dps grupos B, E ou F.

Lembrando que antes de passar por Moçambique, o Brasil já havia vencido Ucrânia e Austrália nas primeiras rodadas.

O jogo

Em quadra a Seleção tratou de colocar em prática o domínio logo no início. Com menos de 2 minutos de bola rolando, Rodrigo e Xuxa já deixavam o Brasil com 2 0 de vantagem.

Com pressão forte, a dupla voltou a balançar as redes. Primeiro com Rodrigo, em cobrança de falta. Depois, Xuxa aproveitou rebote de outra falta cobrada pelo camisa 14 para estufar as redes.

Aí foi a vez de Dieguinho comemorar. Ele marcou o quinto e o sexto gol do Brasil. Em um deles, o pivô mostrou toda sua tanquilidade para mudar o placar, ficando cara a cara com o goleiro e finalizando rasteiro, sem chances de defesa.

Com o relógio já marcando a metade do primeiro tempo, Moçambique conseguiu diminuir a desvantagem com um gol de pênalti anotado por Mario.

Apesar de sofrer o gol, os brasileiros não desanimaram. Jackson, em um belo chute de fora da área, e Fernandinho, após jogada individual, fecharam o triunfo parcial do Brasil na partida.

Segundo tempo

Na etapa final o jogo ficou um pouco mais movimentado. Com a goleada de início, a Seleção voltaria a marcar apenas aos 8 minutos, mas com dois gols seguidos. Primeiro com Bateria, após receber passe de Ari. Depois foi a vez de Bateria retribuir a "gentileza" e deixar Ari em condições perfeitas para anotar o décimo gol brasileiro em quadra.

Moçambique voltou a diminuir com Magu, aos 9 minutos, em rápido contra-ataque, ele aproveitou passe cruzado e rasteiro para empurrar para as redes. A resposta veio no ataque seguinte do Brasil, com Fernandinho finalizando de forma precisa um cruzamento de Bateria.

A máquina de gols do Brasil seguiu produzindo. Ari marcou o gol de número 12 dos brasileiros aos 11 minutos de jogo da etapa final.

Chave de ouro

Aí foi a vez de desencantar. Falcão marcou três vezes, aos 14 minutos (de pênalti), aos 16 minutos e aos 17. Com os três gols, o camisa 12 chega aos 45 marcados em Copas do Mundo e se torna o maior artilheiro da história da competição.

Moçambique ainda marcou o terceiro, com Dino, mas nada que impedisse a comemoração dos brasileiros pela manutenção dos 100% no torneio e a melhor campanha do Grupo D na primeira fase.