Campeão
  FEDERAÇÕES       08/07/2016  

Crédito: Yuri Gomes

Na noite desta quinta-feira (07), a equipe Sub-20 do Corinthians/UNIP goleou o Elite Itaquerense por 7 a 2 no ginásio do Parque São Jorge e sagrou-se octacampeã do Metropolitano. Os gols do oitavo título seguido do Timão na competição foram marcados por Juninho (2), Matheus (2), João Guilherme (2) e Marcel.

A campanha do Timãozinho no campeonato foi perfeita: 16 vitórias em 16 jogos, além do melhor ataque do torneio, com 81 gols marcados, e a defesa menos vazada, apenas 18 sofridos.

O jogo

O Corinthians/UNIP teve a primeira chance de marcar logo a um minuto de jogo. Após boa troca de passes, Meira tocou na esquerda para Marcel, que, de primeira, cruzou para Gabriel. O pivô do Timãozinho chutou forte e rasteiro para defesa do goleiro adversário.

Em cobrança de lateral, restando 13 minutos e meio para o fim do primeiro período, Matheus, camisa 41 do Timãozinho, recebeu a redonda, carregou para o meio da quadra e, pouco depois do círculo central, mandou uma bomba. A bola ia em direção ao ângulo esquerdo, quando o goleiro Erick espalmou para escanteio.

Apesar das boas chances do Alvinegro, quem abriu o placar foi a equipe do Elite Itaquerense. Após 16 minutos de bola rolando, o time adversário marcou em um contra-ataque. Um minuto e meio depois veio a resposta do Coringão.

Reação

Após boa troca de passes, o camisa 87, Juninho, recebeu na cabeça da área, chutou forte, rasteiro, no canto esquerdo do goleiro adversário e deixou tudo igual. Restando um minuto e meio para o fim da primeira etapa, o Timãozinho virou com Matheus. Juninho dividiu a bola com marcador na frente da área. A redonda sobrou para Matheus, que bateu forte, de primeira, para marcar o segundo.

Logo no início do período complementar, o Alvinegro ampliou. Com 18 minutos no cronômetro, Matheus roubou a bola no círculo central, carregou até a entrada da área, chutou de chapa no ângulo e correu para o abraço.

Três minutos depois, mais um do Coringão. Marcel carregou pela direita, soltou no meio para Eduardo, que dominou e devolveu em Marcel. O camisa 11, livre, de frente para o gol sem goleiro, ampliou o placar no Parque São Jorge.

O Elite Itaquerense diminuiu restando dez minutos e meio para o apito final. O Corinthians/UNIP não se abalou, e dois minutos depois, veio o quinto tento. Ruan Silvestre conduziu pelo meio e soltou para Juninho na direita. O ala esquerda dominou, olhou e chutou cruzado. A bola ainda tocou na trave antes de estufar a rede.

Com pouco menos de cinco minutos para o fim da partida, o Timãozinho aproveitou que o Elite utilizava a tática do goleiro linha e marcou mais um. João Guilherme, camisa 51, roubou a bola na defesa e chutou de onde estava. A redonda atravessou a quadra inteira e entrou na meta adversária, para alegria da Fiel.

Fechando a conta

Um minuto depois, com três e meio para o apito final, João Guilherme fez o segundo dele na partida. O pivô Lucão carregou pela esquerda, driblou o marcador e tocou no meio para o camisa 51 que, livre de marcação, apenas empurrou a redonda para o fundo do gol. O tento fechou a conta da noite, e o Coringão esperou o cronômetro zerar para gritar: É campeão!.

Após a partida, pode-se ouvir o hino do Corinthians ecoando pelo ginásio do Parque São Jorge, enquanto jogadores e comissão técnica comemoravam o oitavo título consecutivo do Metropolitano. O treinador André Bié falou sobre a conquista do octacampeonato.

“É muito importante ganhar a cada ano, consolidando o nosso trabalho dentro da grande estrutura que nos é proporcionada. Isso nos motiva a sempre ganhar os campeonatos que disputamos, o elenco é muito novo e muito talentoso. A conquista veio devido à lealdade e ao comprometimento de cada um, e isso não pode faltar. Tratando-se de Corinthians, a dedicação, a raça, a vontade tem sempre de vir em primeiro lugar”, afirmou o treinador.

Matheus, camisa 41, artilheiro do Timãozinho na competição com 14 gols marcados, comentou a alegria de conquistar o título junto aos companheiros. “Estou muito feliz, nossa equipe é muito unida, trabalhamos muito forte durante o ano inteiro e merecíamos o título”, disse o ala do Corinthians/UNIP Sub-20.