Liga Paulista
  FEDERAÇÕES       07/12/2018  

Crédito: Agência Corinthians

O Magnus Futsal (SP) entrou em quadra nesta quinta-feira (6/12) para encerrar a temporada e lutar pelo seu terceiro título da Liga Paulista. Jogando no Ginásio do Parque São Jorge, o time do interior enfrentou o Corinthians (SP) na segunda partida da grande final da competição. Após perder o primeiro jogo, os sorocabanos enfrentaram a pressão da torcida adversária e venceram o tempo normal com 5 a 3 no placar, porém, na prorrogação, o 0 a 0 persistiu e o título ficou com o alvinegro.

Após o apito inicial, o árbitro da partida se lesionou o que atrasou o recomeço do jogo em uma hora. Com a bola rolando novamente, não demorou muito e Leandro Lino abriu o placar desviando de cabeça. Em seguida, Caio chutou forte no canto e empatou a partida. Aproveitando cobrança de falta, Rodrigo chutou forte e fez o segundo.

O confronto também marcou a despedida do craque Falcão, que realizou seu último jogo como atleta profissional. E foi do camisa 12 o terceiro gol do time de Sorocaba. Depois de tabelar na entrada da área, Falcão chutou no alto para anotar seu gol de número 150 com a camisa do Magnus Futsal. Antes do intervalo, Eder Lima ampliou com um belo chute no ângulo. O goleiro Tiago ainda fez uma defesa espetacular evitando gol certo.

Na volta do intervalo, o time visitante seguiu melhor na partida e pressionou. Leandro Lino, após driblar o goleiro, chutou rasteiro e abriu 5 a 1 no placar. Faltando metade do segundo tempo, o time do Corinthians passou a usar goleiro-linha e logo descontou com Vander Carioca. Wilde ainda fez o terceiro, mas a vitória no tempo normal ficou com o Magnus Futsal por 5 a 3.

Na prorrogação

Por ter feito a melhor campanha da competição, o time corinthiano jogava por um empate na prorrogação. Nos primeiros minutos, os dois times ficaram pendurados em faltas. Com poucas chances, a primeira parte do tempo extra terminou em zero a zero. No segundo período, o time de Sorocaba passou a usar goleiro-linha. Após recuperar a bola, o goleiro Obina chutou da própria área para o gol aberto, porém Leandro Lino salvou em cima da linha.

Na sequência, Eder Lima cometeu a sexta falta coletiva e recebeu o segundo amarelo, sendo expulso. Na cobrança dos 10 metros, Murilo parou na boa defesa do goleiro Lucas Oliveira. Com Tiago novamente na meta, o camisa 2 ainda brilhou em mais duas defesas. Com cinco jogadores em quadra, Foglia roubou a bola, avançou em velocidade e chutou cruzado, mas a bola insistiu em não entrar. Na última jogada, Leandro Lino tocou para Rodrigo na entrada da área, mas o chute parou na defesa do goleiro, encerrando o jogo em 0 a 0 e dando o título ao Corinthians.

Com informações do Magnus Futsal