Histórico
  SELEÇÃO BRASILEIRA       18/10/2018  

Crédito: Kevin C. Cox - FIFA/FIFA via Getty Images

A Seleção Brasileira de Futsal conquistou o inédito ouro na modalidade nos Jogos Olímpicos da Juventude. Em final realizada nesta quinta-feira (18/10), diante da Rússia, o Brasil fechou com chave de ouro a campanha na competição, superando os russos com 4 a 1 no placar e alcançando a tão sonhada medalha no programa olímpico com direito a 100% de aproveitamento.

Sediante dos Jogos Olímpicos, a Argentina, que perdeu para o Brasil nas semifinais, também amargou um resultado negativo na disputa do bronze. Nossos hermanos acabaram sendo surpreendidos pelo Egito, perdendo a partida por 5 a 4 e ficando fora do pódio.

Em um primeiro tempo de muito equilíbrio, as seleções mostraram muita eficiência defensiva e apenas um detalhe decidiu a vantagem do Brasil na etapa inicial: o nervosismo.

Próximo do segundo minuto de partida, pouco depois de um lance em que João Victor acertou a trave, a Seleção tentou uma penetração pelo meio, mas a defesa russa travou inicialmente a jogada. A bola sobrou na entrada da área e Karpiuk tentou isolar o perigo, porém, o camisa 4 acabou pegando muito mal e finalizou forte contra a própria meta, sem chances de defesas.

A partir daí as chances reais de gol seguiram escassas, mas o Brasil sempre tomou a iniciativa e conseguiu assustar em alguns lances, principalmente apostando na força do pivô Guilhermão.

A Rússia começou a tentar buscar uma reação apenas nos cinco minutos finais de jogo. A pressão do adversário brasileiro em quadra intensificou e foi a vez de aparecer o goleiro Françoar, seguro debaixo das traves, impedindo qualquer tentativa de balançar as redes.

Em busca do ouro

A Seleção voltou do intervalo disposta a sacramentar o triunfo. Logo no primeiro minuto Breno ampliou a vantagem. Ele recebeu passe pelo meio e arriscou o chute rasteiro. O goleiro russo chegou a tocar na bola, mas não conseguiu evitar o gol.

A partida ficou novamente com ritmo cadenciado. Os brasileiros, com vantagem de dois gols, passaram a arriscar jogadas de contra-ataque, com a Rússia tentando tomar iniciativa, mas mostrando dificuldades em construir as jogadas ofensivas.

Antes da metade do segundo tempo a Rússia passou a apostar no goleiro-linha. Aí foi a vez do Brasil aproveitar para praticamente fechar o triunfo. Aos 9 minutos, Moura conseguiu aproveitar um erro do adversário e, do meio da quadra, bateu com categoria para estufar as redes.

Brilhando na partida, o goleiro Françoar virou grande destaque nos momentos finais. Apesar da boa sequência de defesas, a Rússia acabou conseguindo marcar um gol de honra já no minuto final, com Samusenko. Mas, para coroar a atuação, ainda sobrou tempo para Françoar fazer o dele, fechar a conta e sacramentar uma atuação de gala na decisão.

Campanha do Brasil

Fase de Grupos

Brasil 6 x 1 Rússia
Brasil 4 x 0 Irã
Brasil 6 x 2 Costa Rica
Brasil 9 x 1 Ilhas Salomão

Semifinal

Brasil 3 x 2 Argentina

Final

Brasil 4 x 1 Rússia