Disposição
  CBFS       20/06/2018  

Crédito: Wenner Tito

A Primeira Divisão da Taça Brasil de Futsal contou com a Asec (PE) como campeã. E o gostinho foi um pouco mais especial para o goleiro Gustavo Barbosa, um dos fundadores da equipe que divide a rotina de treinos com a medicina. 

Apesar de ter apenas três anos, a Asec já desponta com participações de destaque em competições estaduais, regionais e, agora, nacional. E muito desse êxito passa por Gustavo, que não mede esforços para desenvolver o projeto da equipe.

"Eu sempre aspirei chegar lá em cima em tudo que eu faço, tanto profissionalmente quanto no esporte. Mas no esporte eu sofri mais, porque não depende só de você, existe todo um trabalho envolvendo muitas pessoas. Como sou um cara que não gosta de olhar para trás e pensar que poderia ter feito mais, tudo o que eu faço eu procuro fazer bem feito", afirma o goleiro médico em entrevista ao Globoesporte.com.

E a rotina de Gustavo é bem puxada. Para conseguir levar adiante o trabalho de médico com a vida de atleta, os horários vagos são praticamente inexistentes, exigindo dedicação e amor ao esporte e à profissão.

"O horário de treino nosso é de meio dia até quase duas horas da tarde. Eu saio, almoço, tomo um banho e volto para o trabalho. À noite ainda faço musculação por causa da minha idade, mas para goleiro ainda dá no futsal. É muita dedicação e muito amor ao futsal", pontua.

Com o título na Primeira Divisão, Pernambuco garante participação na Divisão Especial em 2019 e, quem sabe, Gustavo poderá seguir trilhando o caminho do sucesso dentro e fora das quadras.

Com informações do Globoesporte.com/pi