Saldo positivo
  SELEÇÃO BRASILEIRA       05/12/2017  

Crédito: Naiara Gresta

A Seleção Feminina de Futsal terminou em alta a temporada 2017. Em quadra, a equipe convocada pelo técnico Wilson Sabóia conquistou de forma avassaladora a Copa América de Futsal, vencendo todos os prêmios possíveis na competição - sejam eles individuais ou coletivos.

E um dos destaques da campanha foi a ala Vanessa, do Pescara (ITA). A camisa 7 voltou a defender o Brasil e terminou a Copa América como melhor jogadora e artilheira do torneio continental.

"Pelo fato da forma que fui, talvez tenha sido mais especial. Envolveu muita coisa, o respeito às pessoas que estão trabalhando para o futsal feminino, mas o que ficou mais explícito e claro pra mim é o amor que tenho em jogar. Acredito que estes fatores tenham me feito ver de uma forma mais especial esta Copa América", disse.

Apesar do resultado praticamente perfeito, Vanessa avalia que o Brasil ainda sofreu com altos e baixos comuns durante a disputa das partidas. Mesmo assim, acredita que o fim saiu conforme trabalhado antes e durante a competição.

"As goleadas nesses jogos não condizem com as partidas, tanto que no segundo jogo fizemos um placar largo mas decaímos muito no segundo tempo e não fizemos uma boa partida. Mas de certa forma serviu para mudar a mentalidade e concentração e buscar a melhoria na competição. Fiquei contente pelo que fizemos e com a evolução diária. O Brasil tem que mostrar que é Brasil, porque somos as hexacampeãs mundiais, porque é a melhor seleção do mundo, a que nunca perdeu uma partida oficial", pontua.

Momento

O desempenho individual de Vanessa foi peça chave na conquista da Seleção Brasileira. Ela comemora o reconhecimento de melhor jogadora e a marca atingida como artilheira, ainda mais quando estes prêmios não eram objetivos principais dela.

"É algo marcante pela idade, pelos joelhos e por tudo que passei nos últimos anos. Eu queria o título coletivo primeiramente, a artilharia e ser a melhor jogadora não pensava. Eu queria mostrar que eu estava ali, que estava feliz por estar jogando, fazendo o meu melhor, querendo ser melhor que eu mesma. No final de tudo fui coroada três vezes: campeã, artilheira e melhor jogadora. Como eu disse em uma postagem: nem nos melhores sonhos imaginava um final tão feliz assim, vivi um sonho, e sou agradecida à Deus e todos que contribuíram para esse momentoa, explicou emocionada.

Confira a campanha do Brasil na Copa América de Futsal:

Primeira fase: Colômbia 0 x 5 Brasil
Primeira fase: Brasil 11 x 0 Equador
Primeira fase: Chile 0 x 11 Brasil
Primeira fase: Paraguai 1 x 8 Brasil
Semifinal: Brasil 7 x 0 Argentina
Final: Brasil 3 x 0 Colômbia