Copa do BR
  CBFS       21/08/2017  

Crédito: Ares Soares

Está definida a grande final da Copa do Brasil de Futsal Feminino. O Iranduba (AM) irá enfrentar o Leoas da Serra (SC) em busca na luta pelo título da inédita competição. A classificação do time amazonense veio no último domingo (20/8), quando o "Hulk" visitou o Nacional Gás/Unifor (CE) e superou as cearenses nos pênaltis. No tempo normal, a Unifor venceu por 3 a 2, resultado que forçou a prorrogação (o time do Ceará havia perdido no jogo de ida). O tempo extra terminou empatado e o Iranduba levou a melhor nos pênaltis, com 4 a 3, carimbando o passaporte para a decisão da Copa do Brasil.

A final da Copa do Brasil segue no mesmo molde de toda a competição, com jogo de ida e volta. As datas ainda serão divulgadas pelo Departamento Técnico da Confederação Brasileira de Futsal (CBFS), mas o primeiro jogo será em Manaus e o segundo em Lages, Santa Catarina - conforme definido após sorteio realizado no dia 26 de julho.

Fotos da partida - créditos: Ares Soares



O jogo

Contando com o apoio da torcida no Ginásio da Unifor, as donas da casa precisavam partir para o ataque em busca da vitória. Como haviam perdido no jogo de ida por 5 a 2, apenas um triunfo no tempo normal manteria a chama de uma possível classificação acesa - o Iranduba tinha a vantagem do empate por conta da vitória no primeiro confronto.

E assim a Unifor abriu vantagem de 2 a 0, com gols de Dinha e Popó. O resultado favorável desmoronou com a reação amazonense. Djeni e Monalisa colocaram um balde de água fria nas pretensões do time do Ceará e empataram a partida.

Foi aí que, faltando cinco minutos para o término do confronto, o gol que reacendeu as esperanças da Unifor saiu dos pés de Popó, deixando o placar em 3 a 2 e levando a decisão para a prorrogação.

Emoções com os pênaltis

Cientes de que qualquer erro poderia resultar em uma desclassificação, as equipes entraram na prorrogação com a cautela como grande estratégia em quadra. Os cuidados defensivos foram suficientes para que o tempo extra terminasse sem gols, levando a decisão para os pênaltis.

Nas três primeiras cobranças do Iranduba, Djeni e Letícia marcaram, mas Monalisa cobrou para fora. Pela Unifor, Popó e Dinha balançaram as redes e Jéssica desperdiçou. Nas cobranças alternadas, Mayara marcou para o Hulk e Ravadeli descontou. Na outra rodada, Elisa fez para o time amazonense, mas Letícia não conseguiu converter e a festa foi das visitantes.