Sobre sonhos
  CBFS       17/08/2017  

Crédito: Luis Domingues/CBFS

O caminho para que o futsal vire uma modalidade olímpica voltou a ser construído na última terça-feira (15/8), quando uma comitiva formada pela Frente Parlamentar e membros da Confederação Brasileira de Futsal (CBFS) foi recebida na sede do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), no Rio de Janeiro. A ideia é fortalecer a luta para que o futsal entre no programa dos jogos Olímpicos, sonho antigo de todo praticante da modalidade.

Além do presidente da CBFS, Marcos Madeira, participaram da reunião pela entidade salonista o superintendente, Paulo Ladeia, o diretor de marketing, Bernardo Caixeta, e o deputado Federal João Carlos Bacelar (Podemos/BA), um dos líderes da Frente Parlamentar em Defesa do Futsal. A recepção no COB coube ao presidente da entidade, Carlos Nuzman, do membro do Comitê Olímpico Internacional (COI), Bernard Rajzman, e do Diretor Executivo, Agberto Guimarães.

"Foi um encontro positivo, onde conseguimos expor nosso ponto de vista de como a inclusão do futsal nas Olimpíadas seria importante para a modalidade e para o próprio evento, visto que o esporte já conta com alta popularidade em diversos países do mundo. O Presidente Nuzman foi altamente receptivo, vê a possibilidade como sendo concreta, principalmente pelo fato de que o futsal não precisa de uma instalação específica para sua realização. De qualquer forma, ele nos explicou que precisa avançar em alguns aspectos, mas o caminho para a concretização deste sonho já está sendo construído", destaca o presidente da CBFS, Marcos Madeira.

Outro ponto importante tocado durante o encontro foi a retirada do futsal dos Jogos Escolares, fato bastante comentado nos últimos meses. Conforme Madeira, não existe uma definição concreta sobre o tema, que envolve também a diminuição do repasse de recursos para a realização do evento.

"Pelo que conversamos ficou claro que é total interesse do COB que o futsal continue nos Jogos Escolares e isso não nos surpreendeu, já que é uma modalidade que está diretamente ligada ao povo brasileiro. O que existe, conforme nos foi passado, é que há uma necessidade de reorganização por conta de cortes no orçamento e algumas possibilidades estão sendo estudadas. O Nuzman deixou as portas abertas no COB para tratarmos desses assuntos sempre que possível. Estreitar essas relações com outras entidades, como estamos fazendo desde que assumimos a CBFS, é fundamental para o desenvolvimento do futsal em todo o território nacional", pontua Madeira.

A comitiva da CBFS também aproveitou o encontro para apresentar às autoridades os números atingidos pela modalidade, pontuar os processos que estão se desenvolvendo dentro da entidade e reafirmar o compromisso assumido com a transparência, medida adotada desde que a gestão presidida por Marcos Madeira assumiu o mandato na confederação.