Que história!
  CBFS       11/07/2017  

Crédito: GE.com

Thiago Ribeiro Valler foi diagnosticado em maio de 2015 com uma arritmia cardíaca, um problema no coração que, segundo alguns médicos consultados por ele, faria com que tivesse de abandonar o maior sonho da sua vida: tornar-se jogador profissional de futsal. À época com 17 anos, Thiago integrava a base do Jaraguá, um dos times mais vitoriosos do futsal brasileiro e que teve Falcão, considerado o maior jogador de todos os tempos da modalidade, como um dos ícones. E foi do seu grande ídolo a ajuda que transformou a sua vida.

Após passar por vários médicos, Thiago praticamente havia aceitado o fato de nunca mais poder jogar futsal. Quando procurou o mesmo médico do ex-atacante Washington, o "Coração Valente", que passou pelo mesmo drama e conseguiu retomar a carreira no futebol, uma notícia deu um alento ao jovem. Porém, a esperança de se recuperar e realizar o sonho esbarrava no preço da cirurgia que teria de fazer: R$ 23 mil.

Sucesso

A ideia de Thiago, familiares e amigos para conseguir o dinheiro necessário para a realização da cirurgia foi fazer uma rifa. Foi nesse momento que a maior ajuda veio do seu grande ídolo: Falcão doou uma camisa autograda para ser rifada e ajudar nos custos da recuperação do jovem jogador. O sucesso foi tão grande que bastou a camisa 12 de Falcão para que os R$ 23 mil fossem arrecados para a esperada cirurgia, realizada com sucesso e que possibilitou a retomada da carreira de Thiago.

"Minha família sempre acreditou em mim e me apoiou. Por isso corremos atrás e chegamos ao médico que tratou do jogador Washington "Coração Valente", que teve o mesmo problema. Ele me passou que eu poderia voltar a jogar, mas se fizesse uma microcirurgia. O problema era que isso custava R$ 23 mil e eu não tinha condições de pagar esse valor. Foi aí que o Falcão apareceu. Ele doou uma camisa que seria o primeiro prêmio da rifa. E deu tão certo que consegui arrecadar o dinheiro em poucos meses. Fiz a cirurgia, que foi um sucesso, me recuperei e pude voltar a correr atrás do meu sonho", disse Thiaguinho, como é conhecido.

O grande teste do coração de Thiago ainda estava por vir. Determinado a seguir a carreira no futsal, o garoto viajou mais de 500 quilômetros de Jaraguá até Sorocaba para participar de uma peneira que reuniu mais de mil jovens e teve duração de mais de 12 horas. O ala chamou a atenção, passou no teste e a integrar o elenco sub-20 do Sorocaba, time que no profissional tem como grande craque justamente a pessoa que o ajudou a realizar o sonho de ser jogador: Falcão.

Novos ares

Após viver o drama da incerteza de talvez nunca mais poder entrar em uma quadra como jogador, Thiaguinho deu a volta por cima e, mais do que isso, atualmente está no mesmo time de quem o ajudou a viver, sonhar e fazer o que mais ama: jogar futsal. Ao lado de Falcão, o ala de 19 anos se sente mais do que realizado, diz viver um momento que considera inexplicável.

"Para mim foi inesquecível. Quando criança eu assistia ele jogar em Jaraguá e sonhava um dia poder estar ao lado dele. Hoje só de treinar eu fico maravilhado. Imagina um garoto que via o seu ídolo jogar, receber a notícia que teria de desistir do sonho de jogar e aí o próprio ídolo tem papel fundamental na recuperação? Hoje estou podendo treinar e jogar com ele? É inexplicável", afirma Thiago.

No time sub-20, Thiago conquistou o vice-campeonato Metropolitano, perdendo a final para o Corinthians. No profissional, o Sorocaba lidera as Ligas Paulista e Nacional. A boa campanha do time na temporada reserva fortes emoções aos corações dos torcedores, dentro e fora de quadra.

Com informações do Globoesporte.com