Na saudade
  SELEÇÃO BRASILEIRA       28/03/2017  

Crédito: NR Eventos/Divulgação

Não bastasse o talento que, ao longo de 20 anos de carreira, lhe rendeu o posto de melhor jogador de futsal de todos os tempos, Falcão é iluminado. No jogo de despedida da torcida carioca com a camisa da seleção brasileira, neste domingo, na Arena Jeunesse (Barra da Tijuca), o camisa 12 deixou sua marca no primeiro toque na bola. O Brasil venceu a Colômbia, por 3 a 2.

"Vai ser difícil quando tiver que assistir o primeiro jogo do sofá. Fico feliz em ter feito muitas pessoas assistirem o futsal pela manhã. Medalhas enferrujam, troféus envelhecem. Mas o carinho da torcida fica para sempre", disse, emocionado.

Falcão, aos 39 anos, chegou ao 385º gol com a camisa da seleção brasileira em 242 jogos. Contra a Colômbia, ele apenas retribuiu o carinho da torcida. Um dia marcante para ele que foi ovacionado e se emocionou na hora do Hino Nacional e no fim da partida.

"É difícil controlar. Tem adrenalina, o calor do jogo, a emoção de ver a despedida", afirmou Falcão, que fez questão de levar para a quadra a revelação Vinícius Júnior, do Flamengo, que declarou ser seu fã.

Na vitória da seleção, além de Falcão, Alex e Lino marcaram. Reyes e Angellot descontaram. O primeiro desafio do Brasil, sem o craque, será a Copa América, entre os dias 5 e 12 de abril.