Recomeço
  CBFS       22/02/2017  

Crédito: Orlando Bento

Há pouco mais de um ano, Bruninho desembarcava em Belo Horizonte para assinar com o Supermercados BH/Minas. O ala, que tinha defendido a Assoeva (RS), na Liga Nacional de Futsal (LNF) 2015, era mais um nome para a equipe dirigida por Paulo César Cardoso. Assim como Ciço, Gessé e Zequinha, Bruninho chegava para dar experiência ao time formado por jovens atletas.

O título com o Minas chegou no fim do ano, quando a equipe faturou o estadual. E, mesmo com gols, campeonatos e o lugar mais alto no pódio, a temporada de Bruninho não foi das melhores. Várias lesões e a distância da família afetaram o desempenho do ala em quadra.

Agora, o momento é outro. No segundo ano como jogador do Supermercados BH/Minas, Bruninho inicia 2017 bem fisicamente, ao lado da família e como destaque nos treinos preparatórios para a Taça Brasil. A partir de 12 de março, ele e os companheiros buscarão o tricampeonato do Clube.

"Tive um ano bem difícil. Conhecia uma nova filosofia de trabalho e tive que me adaptar. Também cheguei a Belo Horizonte sozinho, sem minha família. Foi um ano atípico, tive muitas lesões. Em toda a minha carreira, tive pouquíssimas lesões, mas, no ano passado, foi diferente. Mas tiro tudo de aprendizado, de experiência para esse novo ano", explica.

Saudade

Uma dificuldade que Bruninho enfrentou na temporada passada foi a distância da família. Casado com Tatiane e pai de Giovanna, que completará  um ano em 25 de abril, o ala ficou muito tempo longe da esposa e da filha, por conta da rotina de jogos, treinos e viagens.

"Ele tem uma filha que ainda não completou um ano, é muito nova. É complicado para um atleta ficar longe de uma filha de poucos meses de idade. Então, agora, com a família ao lado dele, alivia mais. Não tem como você olhar em partes separadas, observar apenas o físico, o tático, o emocional. O jogador é uma coisa só", lembrou o técnico Paulo César Cardoso.

A volta por cima

Para Paulo César Cardoso, o fato de o ala estar bem fisicamente e com a família transformaram o jogador em uma das principais peças do elenco minastenista. "É claro que já existe o trabalho de um ano, mas temos que lembrar que isso poderia não ter acontecido. Mas ele tem evoluído muito. Temos que levar em consideração que o primeiro ano foi um período de adaptação. Dá para notar que a entrega dele, que sempre existiu, as respostas e as resoluções de problemas estão muito acima da média. Esse é o Bruninho que pensamos e analisamos antes de trazê-lo. Ele está muito bem".

O bom rendimento nos treinos, o entrosamento com os companheiros de time e a compreensão da filosofia de trabalho adotada por Paulo César Cardoso deixam Bruninho animado para a temporada 2017.

"Minha expectativa é a melhor possível. Graças a Deus, tenho entendido a metodologia de trabalho. Minha família está presente e tenho me sentido bem fisicamente. Espero ter um ano produtivo, tentar ajudar a equipe da melhor maneira possível em todos os jogos. A chegada dos reforços e a manutenção da base podem ajudar muito no crescimento da equipe. O que deixa o Supermercados BH/Minas mais forte é o entendimento maior do trabalho. Depois de um ano, as coisas que o Paulinho quer estão bem claras, a filosofia dele. Os reforços que chegaram são de alto nível. São esses pontos que vão fazer o time ficar bem forte. Nós podemos alcançar muita coisa boa neste ano, como as finais da Taça Brasil e da Liga. Tudo isso me deixa com uma expectativa muito positiva", pontua.

Taça Brasil

O Supermercados BH/Minas busca o terceiro título da competição mais tradicional do futsal brasileiro. Os mineiros estão no Grupo E2, que também conta com Corinthians (SP), Goiás (GO), Copagril (PR) e Helênico A.C./C. España/BFR (RJ). No Grupo E1, estão Atlântico Erechim (RS), Joinville (SC), Balsas (MA), ABC F. C./ Nossa Terra (RN) e Cresol/Marreco Futsal (PR), equipe que sedia o torneio. Confira a tabela completa da competição