Gauchão
  FEDERAÇÕES       02/12/2016  

Crédito: Ulisses Castro/ACBF

Associação Carlos Barbosa de Futsal (ACBF) e Atlântico decidirão o título do Campeonato Gaúcho Série Ouro neste sábado (3/11), às 19h - horário local -, na Serra gaúcha. Após o empate em 3 a 3 no primeiro jogo, em Erechim, quem vencer ficará com o título. O empate leva o jogo para a prorrogação, onde os barbosenses têm a vantagem de jogar por uma nova igualdade. O confronto será transmitido pelo Sportv 3 e pela Rádio Estação FM.

Exatamente 20 anos depois de conquistar o primeiro título Estadual, a ACBF tornou-se a maior vencedora da competição e está na final novamente para lutar pela sua 12ª taça. O time laranja enfrentou o Atlântico em três finais do Gauchão e deixou o título escapar apenas em 2011. Quando as equipes fizeram a final; em 2008, 2012 e 2013, o troféu ficou em Carlos Barbosa.

O ala Kevin está na ACBF desde 2008 e é o atleta que está há mais tempo no Clube. Desde que chegou, jogou em quatro finais, sendo que três delas contra o mesmo Atlântico. Além de considerar um clássico do futsal gaúcho, ele acredita que o encontro entre as equipes numa decisão é diferente.

"Com certeza numa final os dois times estão mais concentrados. Qualquer detalhe faz a diferença. No último jogo, saímos atrás do placar e precisamos fazer muita força para conseguir um resultado bom, que é difícil conseguir em finais.  Temos que estar feliz pelo resultado, mas os erros que cometemos lá não podemos repetir nessa final", salientou.

Fala, treinador

O técnico Marquinhos Xavier também acredita que uma final exige um nível de concentração maior do que os demais jogos.

"A gente precisa aumentar nosso nível de concentração. Em Erechim nos desconcentramos em alguns momentos. O Atlântico é uma equipe muito preparada para aproveitar os erros. A gente ofereceu essa oportunidade e nesse jogo decisivo temos que estar mais atentos. Mas no jogo de ida tivemos um bom desempenho tivemos capacidade de reação, conseguimos buscar o resultado. Estamos mais voltados ao trabalho mental e controle emocional do que na questão técnica. Nesse ano fizemos muitas coisas boas, corrigimos falhas e nessa hora pode determinar o sucesso", pontua.

Nas últimas duas temporadas, a ACBF disputou 10 competições e chegou a 9 finais, incluindo a decisão deste sábado, e conquistou 6 troféus. Marquinhos avalia que a experiência do grupo em momentos decisivos pode contar a favor nesta final.

"A decisão é sempre um momento diferente, pois tem esse lado emocional. Ela tem uma necessidade de você ter esse controle. Nossa equipe esteve em muitas finais e falhou muito pouco. Só a Supercopa e o Mundial não conquistamos o título, mas o empenho para chegar naquele momento foi o mesmo do campeão. Então, temos mais esta oportunidade e a gente sabe do esforço que temos que fazer. É o encerramento de um ciclo, pois a gente sabe que nem todos os atletas terão a oportunidade de seguir juntos, o que é natural de uma equipe. Então, é importante que esse ciclo se encerre com uma conquista. Por isso, estamos municiando todas as ações para conseguir premiar todos que fazem parte desse time com uma conquista", concluiu o treinador.

Venda de ingressos

A procura por ingressos antecipadas tem sido grande desde segunda-feira, quando começaram a serem vendidos. A Loja Paixão Laranja e a Sede Administrativa da ACBF estarão comercializando os bilhetes por R$ 10,00 até às 17h30 de hoje. A Lancheria Original continuará a venda até a tarde de sábado. Na hora do jogo, a entrada será R$ 15,00.

Serviço do Jogo

Final do Gauchão Série Ouro 2016

ACBF x Atlântico

Data: Sábado, 03/12
Horário: 19h
Ingressos antecipados: R$ 10,00
Ingressos na hora do jogo: R$ 15,00 – Sócios e crianças até 15 anos não pagam.
Abertura dos portões e bilheteria: 17h30min
Transmissão: Sportv 3 e Rádio Estação FM